segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Fazendo as Malas - Tour por SP Parte 14 - Campos do Jordão

Confira antes a parte 1, a parte 2, a parte 3, a parte 4, a parte 5, a parte 6, a parte 7, a parte 8, a parte 9, a parte 10, a parte 11, a parte 12 e a parte 13!


Nossa primeira parada do dia foi para nos despedirmos de Taubaté: fomos conhecer o Museu Mazzaropi, que fica dentro do Hotel Fazenda Mazzaropi.

Chegamos na hora que abria o museu e éramos os únicos visitantes, o que garantiu um atendimento nota dez! Sendo sincera, não esperava muito de um museu pequeno de cidade do interior, mas me surpreendi logo que comprei os ingressos: eles pareciam ingressos de cinema de antigamente! Super diferentes e divertidos!

Ingressos imitando entradas de cinema de antigamente!
Conforme fomos explorando o local, mais surpresas positivas! Com um acervo interessantíssimo, o museu cativa ainda mais pela forte presença de atrações interativas, uma decoração moderna e funcionários muito atenciosos.


Saí do museu morrendo de vontade de ver os filmes do Mazzaropi! E, para completar, ainda tem uma lojinha cheia de artigos interessantes - inclusive dvds! Passeio recomendadíssimo!


Pegamos a estrada para Campos do Jordão (são apenas 40 minutos) e fomos direto para a fábrica da Baden Baden para fazer o tour. Chegando lá, nos falaram que o próximo horário estava lotado, mas que eles sempre têm várias desistências e que vale a pena esperar. Fizemos isso e, como quase metade das pessoas não compareceram, todo mundo que ficou aguardando pôde entrar. Eu não recomendo dar esse mole que nós demos, afinal, não custa nada ligar antes para agendar a visita, né?

Após ouvir toda a explicação de como é feita a cerveja e ver todos os tanques, provar os ingredientes e tudo aquilo que se espera de uma visita a fábrica, chega a hora boa: degustação dos chopes!


Cada visitante ganha uns papeizinhos, que são trocados nesse momento: são 2 vale chopes e 1 vale brinde (que é um copo da Baden Baden), então cuide com carinho dos seus! Se perder vai ficar aguando o chopp dos outros!

No final ainda comprei várias cervejas na lojinha - uma das poucas que eu já vi com preços muito justos.

Depois da visita a fome começou a apertar e resolvemos almoçar no próprio restaurante da Baden Baden, que fica no centro da cidade. Chegar lá foi um sufoco: como era um domingo de Julho, havia um trânsito insuportável! Tanto de carros quanto de pessoas....

Cidade cheia não me deixa muito feliz...
Demoramos bastante para conseguir chegar e mais ainda para achar um vaga. Quando finalmente achamos o restaurante: lotado! Tinha que ficar na fila de espera de novo! Sorte que andou rápido e uns vinte minutos depois fomos chamados.

Diferente dos preços da lojinha, no restaurante as cervejas eram caríssimas! Nós ficamos só na comida mesmo e pedimos uma linguiça recheada com queijo que estava deliciosa! Ela é considerada somente um aperitivo, mas deu conta como um almoço facilmente!


Deliciosa!
Saindo do restaurante nos deparamos com um quiosque de waffles belgas e não resistimos: apesar do preço abusivo, pedimos um com cobertura de chocolate, junto com um chocolate quente e não nos arrependemos! Que delícia! Melhor do que qualquer waffle que eu tenha comido na Bélgica!

Só de lembrar dá água na boca!

Caminhamos mais um pouco pela cidade, mas multidão não é o meu forte, definitivamente. Eu perco a vontade de conhecer qualquer lugar! Todo mundo te empurrando, te dando encontrão, te trombando... Muito desagradável!

As filas das principais atrações me deixaram sem nenhuma vontade de andar de maria fumaça ou teleférico
Ficamos só conhecendo a cidade mesmo e terminamos o dia comendo pizza quadrada (um dos lugares menos cheios). Depois voltamos para Taubaté, pois os 40 minutos de distância entre as cidades certamente valem a pena diante da economia que fizemos com hospedagem!